menu mobile

TRATAMENTOS

O Câncer e a Reconstrução Urogenital

O sistema Urogenital pode ser sitio de vários tipos de Neoplasias:

• Câncer de Rim
• Câncer de Bexiga e Ureter
• Câncer de Próstata
• Câncer de Pênis
• Câncer de Testículo

No campo de Reconstrução Urogenital, destacam-se o Câncer de Próstata e o Câncer de Bexiga.

Câncer de Próstata

Tratamento de Suas Complicações Mais Frequentes

A próstata é uma glândula que faz parte do aparelho reprodutor masculino, e sua função é a produção de parte do sêmen. Ela localiza-se entre a bexiga e a uretra, de modo que toda urina que eliminamos passa pela próstata. Também está bem próxima (anterior) ao reto, mas sem fazer parte dele. Com a idade, algumas doenças podem ocorrer, como a obstrução da passagem da urina ou câncer.

Cancêr de Prostata Imagem 1

O Câncer de Próstata é a neoplasia mais frequente em homens. O seu diagnóstico se faz através da biópsia de próstata e seu tratamento reduz drasticamente o risco de metástases e a morte relacionada ao câncer. Existem algumas formas de tratamento para o Câncer de Próstata, entre elas, a cirurgia para retirada da próstata (prostatectomia radical) e a radioterapia.

A prostatectomia radical consiste em retirar toda a próstata e, junto com ela, todos o tumor que está dentro dela. Após a retirada da próstata, reconstrói-se a passagem da urina ligando a bexiga diretamente na uretra. Como a próstata está próxima aos nervos responsáveis pela ereção e também próxima ao esfíncter urinário, que dá o controle para que não se perca urina, após a cirurgia, o paciente pode, em alguns casos, apresentar impotência sexual e incontinência urinária.

Cancêr de Prostata Imagem 2

Essas complicações não estão relacionadas apenas às diversas modalidades de tratamento (cirurgia aberta, laparoscópica, robótica ou radioterapia), e inclusive são semelhantes dentre elas. As complicações são mais frequentes em pacientes com doença mais agressiva, idade mais avançada ou que têm outras doenças associadas, como o diabetes.

Apesar dessas complicações, que não ocorrerem em todos os pacientes, deve-se entender que há benefício na retirada do câncer (o aumento em sobrevida e cura da doença) e que há tratamento para cada uma dessas complicações. Para a correção da incontinência urinária, existem fisioterapia ou dispositivos capazes de mimetizar o esfíncter urinário e permitir o controle da micção. Há também tratamento para a disfunção erétil que ocorre após a cirurgia ou radioterapia, que varia, desde medicamentos, injeções ou até mesmo cirurgia para implante de prótese peniana.
Este site é destinado a pacientes, para que os mesmos possam entender suas doenças e principalmente o seu tratamento. As melhores opções de tratamento devem ser discutidas com o médico assistente, e as informações aqui citadas devem ajudar a tirar as dúvidas durante uma consulta médica com Urologista. Discuta sempre com seu médico o tratamento proposto, todas as complicações possíveis e como evitar ou tratar essas complicações.
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total sem prévia autorização.